Gerenciamento de cadeia de suprimentos

Varejo, Atacado Distribuidor

Dados da cadeia de suprimentos: 3 maneiras de aproveitá-los

As organizações produzem e processam cargas infinitas de dados todos os dias. De números de vendas à eficiência da cadeia de suprimentos, tarefas de rotina e fluxos de trabalho deixam um rastro de insights de dados detalhados que têm o potencial de transformar os negócios para melhor.

Mas como você pode garantir o aproveitamento total dos dados da sua organização? Especialmente quando se trata de operações complexas da cadeia de suprimentos que têm um efeito cascata em várias equipes?

Esta postagem explora três maneiras pelas quais sua organização pode aproveitar os dados da cadeia de suprimentos para informar o crescimento futuro e otimizar os processos em vários pontos da cadeia de suprimentos.

1. Melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos

Quando usados ​​de forma eficaz, os dados da cadeia de suprimentos podem ajudá-lo a definir novas estratégias de gerenciamento, informar melhorias de processo e melhorar a coesão em toda a cadeia. No entanto, nada disso será possível se você não tiver uma maneira de identificar, coletar ou organizar com eficácia toda a gama de dados em toda a sua rede de suprimentos – de fornecedores a equipes de depósito e transportadoras.

Em vez de limitar sua análise aos dados internos ou implementar soluções alternativas demoradas para acessar os dados do parceiro manualmente, invista em uma solução escalável e integrada que irá melhorar a visibilidade em toda a sua supply chain. O aproveitamento de um sistema de gerenciamento de dados e plataforma de Business Intelligence (BI) permite que você colete e compartilhe dados de várias fontes em tempo real por meio de uma interface segura.

Você pode aproveitar relatórios automatizados de várias fontes para fechar as lacunas de conhecimento e fornecer aos interessados insights relevantes e uma visão clara do desempenho de ponta a ponta da sua cadeia de suprimentos. Essa abordagem também permite que você e seus parceiros da supply chain se alinhem por trás de uma única fonte de verdade e dissolvam as barreiras entre os pontos de contato.

2. Informar as decisões de negócios

Os relatórios que você cria com os dados da sua cadeia de suprimentos devem ir além das operações diárias e resoluções de erros. Você também deve explorar como cada ferramenta ou recurso de relatório contribui para a previsão de longo prazo e a análise de tendências.

Seus dados históricos da supply chain oferecem uma grande quantidade de informações sobre o desempenho geral e oferecem pistas sobre oportunidades futuras de crescimento ou melhoria.

Procure soluções analíticas que facilitem a identificação de padrões e tendências em sua cadeia de suprimentos e, a seguir, apresente-as por meio de dashboards fáceis de usar ou leituras semelhantes.

À medida que suas equipes obtêm mais insights sobre desempenho, eficiência e tendências recorrentes em sua cadeia de suprimentos, elas serão capazes de prever melhor as necessidades futuras e ajustar de acordo sua estratégia de supply chain.

Seja redefinindo processos para melhorar a eficiência ou contratando mais funcionários para responder a um aumento na demanda do consumidor, sua organização pode aproveitar dados históricos reais – não apenas um palpite ou recomendações vagas – para informar as decisões de negócios e impulsionar o crescimento.

3. Medir o desempenho da cadeia de suprimentos ao longo do tempo

Cada departamento que interage com a cadeia de suprimentos da sua organização provavelmente usa Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) predefinidos para monitorar seu desempenho e progresso em direção às metas de negócios de longo prazo. Os KPIs de um departamento provavelmente serão uma combinação de métricas rígidas e metas mais holísticas, como:

• Taxas de pedidos;

• Ciclos de fluxo de caixa;

• Taxas de envio;

• Fidelização de clientes;

• E mais…

Os líderes podem se sentir confiantes em sua capacidade de monitorar KPIs específicos por meio de avaliações de rotina e análises de desempenho. No entanto, sem dados precisos e em tempo real da cadeia de suprimentos, o rastreamento de KPIs baseados em dados é quase impossível.

Para vincular com eficácia os dados da cadeia de suprimentos ao desempenho dos negócios, conecte-se com cada líder de departamento e as partes interessadas de alto nível para identificar ou confirmar KPIs de alta prioridade, bem como as métricas de sucesso específicas associadas a cada um. Isso permite que você determine quais métricas são mais importantes para sua organização e como suas equipes estão rastreando e medindo o sucesso atualmente.

Os insights que você obtém de outros membros da equipe o ajudarão a determinar como você aproveitará os dados da supply chain para medir o desempenho e o progresso em direção às suas metas organizacionais. Você pode optar por criar uma combinação de painéis personalizados ou colocar os dados da cadeia de suprimentos em relatórios automatizados que fornecem às suas equipes atualizações regulares sobre KPIs e outras iniciativas críticas de negócios.

A primeira etapa para desenvolver uma supply chain baseada em dados é entender o valor holístico dos dados da sua cadeia de suprimentos. O software de BI e Analytics certo pode ajudar suas equipes a coletar, organizar e analisar dados de várias fontes e setores dentro de sua cadeia de suprimentos.

Essas ferramentas apoiarão as oportunidades descritas acima e garantirão que você estabeleça uma estratégia de BI escalável que vai crescer junto com sua empresa e agregar valor a longo prazo.

Você está interessado em aprender mais sobre o papel do software de BI no gerenciamento da cadeia de suprimentos? Nossa postagem no blog, 4 maneiras de que o software de inteligência de negócios melhora a análise da cadeia de suprimentos , contém todos os detalhes.

Veja também

Os 4 Indicadores de Logística

Matéria original em Inglês no site oficial TARGIT Int. Clique aqui.
Autor: Søren Block Olsen